terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Cena 1540 ~ A criança amamentada desenvolve-se melhor

Frequentemente eu escuto que tenho que desmamar a Selina antes do 1º ano, as pessoas alegam que "faz mal", que o leite já está fraco e que criança que mama por muito tempo fica dependente e com dificuldade no aprendizado. Penso o contrário. Acho que criança que mama no peito é mais ligada à mãe e mais esperta.

Existe uma espécie de preconceito contra mulheres que amamentam no peito por mais de um ano. Parece que isso é errado, feio.

Eu amo amamentar e vou fazer isso enquanto a Selina quiser, e não interessa o que vão me dizer. Não há argumento que me faça mudar de ideia. Aliás, eu não sei por que as pessoas se intrometem tanto na criação dos filhos dos outros...

Selina mamando :)

CABELOS: a criança amamentada tem o cabelo mais brilhante e saudável. A proteína no leite materno é um componente essencial, importante, estrutural e funcional das células capilares para o seu crescimento e reparação. Após 12 meses, 448ml de leite materno fornecem 43% das necessidades de proteína de uma criança em sua forma mais natural.

INDEPENDÊNCIA: o aleitamento materno atende as necessidades de dependência de uma criança. Ela é a chave para auxiliar a criança a alcançar sua independência. Crianças que alcançam a sua dependência em um ritmo próprio são mais seguras do que crianças que foram forçadas a serem independentes prematuramente.

OUVIDOS: crianças amamentadas possuem melhor audição devido a menor incidência de infecções no ouvido.

CÉREBRO: aptidão superior intelectual e cognitiva em relação aos seus pares de colegas amamentados com fórmulas e com leite materno por um curto período.

PAPILAS GUSTATIVAS: bebês amamentados são menos propensos a serem comedores compulsivos. No entanto, mesmo se passarem por um período de ansiedade, crianças amamentadas ainda possuem papilas gustativas estimuladas pela variedade de sabores no leite de sua mãe.

PORTABILIDADE: amamentar é mais conveniente que do que carregar copos e apetrechos para alimentação, e pode ser uma ótima maneira de tranquilizar a criança em ambiente desconhecido.

SISTEMA IMUNOLÓGICO: com menos de um ano de idade, o sistema imunológico de uma criança está funcionando em apenas 60% do nível do adulto. Os anticorpos do leite materno continuam a oferecer valiosa proteção durante a vida do bebê. De fato, os benefícios imunológicos da amamentação realmente aumentam após o segundo e terceiro ano de aleitamento.

OLHOS: para os olhos, a amamentação é semelhante ao cérebro no que diz respeito ao tecido nervoso. As crianças amamentadas com leite materno tem uma visão mais forte. Também depois dos 12 meses, 448ml de leite materno fornecem 75% de vitamina A que uma criança necessita. Vitamina A é necessária para a retina do olhos, para o corpo de pouca luz (visão escotópica) e visão colorida.

OSSOS: cálcio é o mineral que fortalece os ossos. Após 12 meses, 448ml de leite materno fornece 36% das necessidades de cálcio de uma criança pequena em sua forma mais natural.

PELE: mais suave e flexível.

HIDRATAÇÃO: embora crianças amamentadas tenham menor probabilidade de ficarem doentes, se vierem a ficar, o leite materno poderá mantê-los hidratados quando eles não puderem tolerar outros líquidos.
"Os médicos têm observado que crianças que não foram amamentadas ou que tiveram desmame precoce apresentam doenças gastrointestinais, dermatológicas, respiratórias, imunidade e de desenvolvimento. 
As mães costumam chegar ao consultório com a mesma queixa: constipação frequente, diarreia e pneumonia.
Os resultados do desmame precoce são a constipação, a obesidade, a otite e doenças respiratórias. A composição do leite materno é uma das combinações mais perfeitas do universo. Proteína, caseína, lactose, enzima, gordura e açúcar na medida ideal. Esta composição é tão perfeita que a indústria moderna, tão sofisticada, não consegue fabricar um alimento que substitua o leite materno.
A criança que é amamentada dorme melhor e chora menos. Tem melhor desenvolvimento psicomotor, melhor aprendizagem, é mais independente e mais decidida. 
Tem melhor relacionamento com a mãe e menor dependência. Um estudo feito em 20 crianças revelou que aquelas que foram amamentadas tinham duas vezes menos infecções do que as alimentadas com mamadeira. 
Outro dado surpreendente é que crianças amamentadas têm menos problemas de alergia, eczema, bronquite asmática, obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, constipação, anemia e cancro. 
Cada vez mais os psiquiatras chegam a pensar que certos casos de alcoolismo, doenças psicossomáticas e frustrações sexuais estariam estreitamente ligados à falta de contato estreito com a mãe nos primeiros anos de vida e principalmente à negação do seio materno. 
As vantagens da amamentação a longo prazo seriam: crianças que andam mais cedo, maior desenvolvimento na escola, melhor comportamento social, menor índice de delinquência, facilidade nas relações sexuais e matrimoniais."

Um comentário:

Catherine disse...

Excelente postagem!

Os beneícios da amamentação são tão importantes tanto para a mamãe quanto para o bebê. Pode-se amamentar até os 2 anos, em média, sem problemas. A partir dos 6 meses, não precisa mais ser amamentação exclusiva, mas ainda assim presente.

Palavra de nutri.

Muito bom Tainã! =)