quarta-feira, 7 de março de 2012

Cena 1361: Mistérios da humanidade: Conde de St. Germain

Conde de Saint Germain é umas das pessoas mais misteriosas de todos os tempos, sua vida foi simplesmente maluca, cheia de invenções e história intrigantes. Muitos ainda acreditam que ele tenha conseguido a vida eterna, até existem alguns relatos de pessoas que o viram no século passado, sendo que ele nasceu no final do século XVII.

Nascido na Transilvânia em 1696, acredita-se que Saint Germain seja filho de Francis II Rákóczi, um príncipe exilado, mas ninguém tem certeza disso. Alguns boatos sugerem que ele é filho da esposa viúva de Carlos II da Espanha.

Pouco se ouviu falar de Saint Germain durante sua infância e educação. Somente em 1743 ele foi notado, quando já tinha 47 anos. Reza a lenda que já em 1758 ele apareceu na cidade de Versalhes, onde ganhou fama com suas habilidades de lapidador e venda de tecidos que não desbotavam com o passar dos anos. Essa história de roupas que jamais perdiam as cores foi a primeira lenda que ronda o nome de Saint Germain.

Nessa mesma época ele ganhou a confiança do Rei Luís XV, quando conseguiu de maneira misteriosa fazer com que uma falha existente em um diamante sumisse, sem que ele perdesse uma única grana. Pouco anos depois, Saint Germain saiu da França e foi para Bélgica, onde seu nome ganhou grande fama, pois enquanto negociava com o governo belga, ele supostamente transformou ferro em ouro, para provar sua capacidade.

Após essa demonstração ele sumiu por 11 anos. Em 1774 ele aparece na Bavária e começou a vender poções e elixires. Novamente seu nome começou a ser notado quando os boatos que conseguia transformar metal em ouro ficaram mais fortes. Pouco tempo depois ele mudou de vida e começou a fazer trabalhos de caridade, doando remédios aos pobres.

No ano de 1784, quando ele devia ter 88, que era uma idade extremamente incomum para a época, surgiram noticias de sua morte, supostamente ocorrida no dia 27 de fevereiro, mas isso era apenas o começo dos mistérios que envolvem o Conde Saint Germain.

Cinco anos já haviam se passado desde a suposta morte do Conde de St. Germain, mas em 1789 um bilhete foi entregue a condessa d’Adhemar, dizendo para que ela fosse para uma determinada Igreja e lá esperasse. Para sua surpresa, ela acabou encontrando o próprio Saint Germain, aparentando apenas 45 anos, sendo que ele deveria ter mais de 90 anos nessa época.

Outra pessoa que o viu e acabou se surpreendendo foi Giacomo Casanova, que diz ter conhecido o Conde em 1710 e ter o reencontrado em 1775 com a mesma aparência, como se os anos não tivessem contado para ele.

Ainda existem outras pessoas importantes e que não teriam motivo nenhum para mentir sobre Saint Germanin, que afirmam tê-lo encontrado em diversos lugares. Segundo alguns relatos, ele foi visto em Paris no ano de 1835. Annie Besant afirma que viu o Conde em 1896, já C.W. Leadbeater supostamente encontrou Saint German em 1926 na cidade de Roma.

Muito se fala que ele esteja vivendo na Holanda.

Várias perguntas sobre Conde de St. Germain ainda estão sem resposta: Como ele conseguiu surgir do nada e se tornar um nobre de nome relevante? Como ele conseguiu todo dinheiro que possuía? Por que ele nunca comia em público? Por que em todo lugar que ele ia, sempre acaba se mudando em pouco tempo? Por que tantas pessoas de credibilidade afirmam terem visto ele com uma idade superior aos 150 anos?

6 comentários:

Anônimo disse...

Mistérios...muito intrigante essa história dele.

Anônimo disse...

Ele é um mestre ascencionado, leia sobre Fraternidade Branca e entenderão!

Rodrigo disse...

meu colega é bruxo e é adepto desse cara. meu colega até falou que ´fábio jr é bruxo tbm e eles se conversam telepaticamente

Bernardo disse...

Como disse o colega anônimo, Saint Germain realmente é um mestre ascensionado, faz parte da Grande Fraternidade Branca e é o Mestre que comanda o Raio Violeta da Transmutação. Podem encontrar esses dados em livros místicos ou então pelo buscador do Google (que é ainda mais fácil).

Bernardo disse...

Na verdade, "transformar ferro ou chumbo em ouro", é só uma metáfora. O que Saint Germain "descobriu" foi uma forma de purificar o espírito fazendo com que o ser humano na condição como o atual, que valoriza muito os bens materiais, se desapegasse das matérias terrenas e focasse mais no seu intuitivo, na conexão com seu "Eu Superior". Ensinou algumas pessoas da época a se voltar mais para si mesmo, quebrando a barreira do "TER" e aprendendo que é o "SER" que nos conecta com nosso Pai Celestial. Vou ser mais específico usando as palavras de um amigo, professor e xamã:"No hemisfério cerebral esquerdo se manifesta a “mente racional - Ego – chumbo”. No hemisfério cerebral direito se manifesta a “Mente Intuitiva – ESPÍRITO – ouro”. Se o hemisfério direito (Intuição) permanecer pleno e consciente, o hemisfério esquerdo (ego) incapaz de se manifestar, e ainda o corpo caloso se tornar uma via só de ida do ouro para o chumbo, então o que fica é você o ESPÍRITO, é você a ESSÊNCIA, é você ABSOLUTO.
Esta poção da transmutação é a Pedra Filosofal tão almejada pelos alquimistas, místicos e gnósticos. Neutraliza quase que por completo o lóbulo esquerdo de seu cérebro, o qual é responsável pelo lógico, pelo óbvio, pelo racional e pensante. Este conhecimento foi entregue diretamente pela Fraternidade Branca."
Se quiserem saber mais entrem no site: http://www.ceunossasenhoradaconceicao.com.br/ e se deliciem.
Abração.

AnneKira disse...

Eu estava até recentemente em busca de mais informações sobre ele. O conceito de "vampirismo" e "alquimia" se encaixam tão bem a ele quanto o de "viagem no tempo".
Abraços o/