quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Cena 1166: Por que não existe comida para gato sabor rato?

“Experimentos comprovam que os gatos não preferem a carne de rato à de galinha ou gado”, afirma Irina Munaro, do Departamento de Comunicação da Waltham, empresa americana que fabrica rações animais. Segundo ela “os gatos caçam por instinto e os pequenos roedores, em geral, são presas fáceis e abundantes”. Munaro explica que a criação de ratos é restrita ao mercado de cobaias e pets, não havendo disponibilidade de obter tal carne inspecionada no meio industrial.

Cena 1165: Os peixes dormem?

Não exatamente. Eles apenas alteram estados de vigília e de repouso. O período de repouso consistem num aparente estado de imobilidade, em que os peixes mantêm o equilíbrio por meio de movimentos bem lentos. Como não têm pálpebras, seus olhos ficam sempre abertos. Algumas espécies se deitam no fundo do mar ou rio, enquanto os menores se escondem em buracos para não serem comidos enquanto descansam.

Cena 1164: The Wall: 32 anos da maior obra prima do rock progressivo

The Wall é o 11º álbum de estúdio da banda inglesa de rock progressivo Pink Floyd. Lançado como álbum duplo em 30 de Novembro de 1979 ele foi, posteriormente, tocado ao vivo com efeitos teatrais, além de ter sido adaptado para o cinema.

Seguindo a tendência dos últimos três álbuns de estúdio da banda, The Wall é um álbum conceitual, tratando de temas como abandono e isolamento pessoal. Foi concebido, inicialmente, durante a turnê In the Flesh, em 1977, quando a frustração do baixista e letrista Roger Waters para com seus espectadores tornou-se tão aguda que ele se imaginou construindo um muro entre o palco e o público.

The Wall é uma ópera rock centrada em Pink, um personagem fictício baseado em Waters. As experiências de vida de Pink começam com a perda de seu pai durante a Segunda Guerra Mundial, e continuam com a ridicularização e o abuso de seus professores, com sua mãe superprotetora e, finalmente, com o fim de seu casamento. Tudo isso contribui para uma auto-imposta isolação da sociedade, representada por uma parede metafórica.

O álbum contém um estilo mais duro e teatral do que os lançamentos anteriores do Pink Floyd. O tecladista Richard William Wright deixou a banda durante a produção do álbum, continuando no processo como um músico pago, apresentando-se com o grupo na turnê The Wall. Comercialmente bem-sucedido desde o seu lançamento, o álbum foi um dos mais vendidos de 1980, vendendo mais de 11.5 milhões de unidades nos Estados Unidos, atingindo a primeira posição da Billboard. A revista Rolling Stone listou The Wall na 87ª posição em sua lista dos 500 melhores álbuns de todos os tempos.

"(...) Sempre à parte, socialmente, das bandas da época (com exceção, por estranho que pareça, do The Who), o grupo [Pink Floyd] procurava, agora, expressar seu distanciamento do público. O resultado: um álbum conceitual sobre um astro pop desiludido que surta e acha que é um líder fascista. Nada que Tommy ou Ziggy já não tivessem feito. E a metáfora central — tijolos — não era exatamente excitante.

Então, a emoção está nos detalhes — uma produção elaborada até mesmo para os padrões grandiosos do Floyd, vocais no estilo Beach Boys falando sobre a escória e canções concisas, em especial o protesto de 'Another brick in the wall Pt. II' e a favorita dos fãs, 'Comfortably numb'.

O álbum foi um megassucesso de vendas, na linha de Dark side of the moon. Ficou seis meses entre os cinco mais vendidos da Billboard e liderou a parada durante 15 semanas. Duas décadas depois — de acordo com Roger Waters, principal compositor da banda — o disco ainda 'vende algo como quatro milhões de cópias por ano' (...)."

Bruno MacDonald, no livro 1001 discos para ouvir antes de morrer (Sextante, 2007).


Cena 1163: As Aventuras de Mark Twain, banido em Portugal

Cena 1162: O que são estrelas cadentes?

As estrelas cadentes, na verdade, não são estrelas. São pequenas partículas minerais que viajam pelo espaço. Quando uma entra na atmosfera da Terra, o choque faz com que ela se torne incandescente. Isso dá a impressão de que a estrela está caindo. Ao avistar uma estrela cadente, as pessoas costumam fazer pedidos.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Cena 1161: Por que sentimos sono após as refeições?

Aquela vontade de dormir após as refeições acontece porque nosso organismo sofre algumas alterações depois que comemos. Uma delas é o aumento das concentrações de glicose no sangue (glicemia), que leva a uma menor atividade de alerta. Temos um centro no sistema nervoso central responsável pela vontade de comer. Essa região fica localizada próxima ao centro que controla o estado de alerta. Assim, depois de consumir alimentos, o aumento da glicemia estimula o sono. Também podemos sentir sono depois de comer muito. Isso porque a informação de saciedade que é levada ao cérebro nos faz perder o estado de alerta. Um terceiro motivo é que o organismo passa por ritmos biológicos que variam durante o dia. No meio do dia (ou hora do almoço) temos um declínio desses ritmos. A dica para não ter tanta vontade de dormir é diminuir o consumo de alimentos que promovam elevada concentração de glicose no sangue (como doces, geléias e mel) e dar preferência a alimentos de baixo índice glicêmico (pães integrais, arroz, feijão e lentilha).

Cena 1160: Donzelas de Ferro # 15

Christina María Aguilera (Staten Island, Nova Iorque, 18 de dezembro de 1980) é uma atriz, cantora, compositora, produtora musical e filantropa norte-americana, vencedora de quatro prêmios Grammy, um Grammy Latino e indicada ao Globo de Ouro. Iniciou sua carreira na televisão, em 1990, aparecendo no programa de talentos americano Star Search, e depois entrou para o campeão de audiência da época, O Clube do Mickey, onde ficou entre 1993 e 1994. Ela foi contratada pela RCA records, em 1999, após de interpretar "Reflection", para o filme Mulan.

Aguilera já vendeu 50 milhões de álbuns e 30 milhões de singles. Alcançou o topo das paradas mundiais diversas vezes, incluindo a Billboard Hot 100. Dentre seus maiores sucessos estão "Genie In a Bottle", "What a Girl Wants", "Come on Over (All I Want Is You)", "Lady Marmalade", "Dirrty", "Beautiful", "Ain't No Other Man", "Hurt" e "Moves Like Jagger" em parceria com a banda Maroon 5. Fez sua estreia no mundo da música em 1999, com o álbum Christina Aguilera, pela RCA, que obteve uma alta receptividade e se tornou sucesso imediato vendendo mais de 18 milhões de cópias - ganhando vários prêmios, incluindo o Grammy de artista revelação (que desbancou Britney Spears) - devido a inovação de colocar o Teen Pop em sintonia com uma voz poderosa, que lembrava as grandes divas do R&B, algo até então inédito. A partir de seu segundo álbum de inéditas, Stripped - que vendeu mais de 12 milhões de cópias, Christina procurou um álbum menos Pop com raízes da música afro-americana, como o Jazz, Soul, R&B e Hip Hop tornando-se cada vez mais evidente sua íncrivel capacidade e extensão vocal. Também possui grande influência latina, gravando um cd inteiramente em espanhol - Mi Reflejo. Trabalhou também, experimentalmente com a música eletrônica, no seu último CD "Bionic", que obteve baixa receptividade crítica e comercial. Para cada divulgação de um álbum de estúdio, ela criou um alterego sendo eles Xtina (Stripped e Bionic) e Baby Jane (Back to Basics). É Ganhadora de importantes prêmios da música como Grammy Awards, MTV Video Music Awards, MTV Europe Music Awards, Billboard Music Awards, Billboard Latin, World Music Awards, entre vários outros.

Em 2006, Christina foi listada em 7ºlugar na lista das 10 mulheres mais ricas da Forbes, e em 2008, Aguilera foi incorporada na lista dos "Cem melhores cantores de todos os tempos", realizada pela renomada revista Rolling Stone, ocupando a 58ª posição, sendo a cantora mais jovem a entrar nessa lista. Em 2009 foi considerada umas das 50 pessoas mais bonitas do mundo pela revista People. Christina também foi considerada umas das mulheres mais bonitas do mundo segundo a revista Maxim.

Trabalhou ao lado da premiada cantora e atriz Cher, na divulgação do musical Burlesque, lançado em 24 de novembro de 2010 nos Estados Unidos e Canadá. Em 2010, Christina foi nomeada pela ONU como Embaixadora Oficial Contra Fome e foi homenageada com uma estrela na Calçada da Fama.

Atualmente trabalha ao lado Cee Lo Green, Adam Levine e Blake Shelton no reality show The Voice da NBC, que estreou em Abril deste ano.






segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Cena 1159: O que existe no centro da Terra?

O núcleo terrestre é dividido em duas partes. O exterior, constituído principalmente de ferro derretido e níquel, começa a 2.900 quilômetros abaixo da superfície. O núcleo interior começa a 5 mil quilômetros da superfície e tem, aproximadamente, 2.800 quilômetros de largura. Ele é composto de ferro e níquel em estado sólido e está sob grande pressão. A temperatura chega a 6 mil ºC.

domingo, 27 de novembro de 2011

Cena 1158: Músicas de domingo ♪ 18

♪ My Heart Is Broken (Evanescence)


♪ Midwintertears (Tristania)


♪ Neighbor (Ugly Kid Joe)


♪ The Cross (Within Temptation)


♪ Leather (Tori Amos)

sábado, 26 de novembro de 2011

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Cena 1155: Tô de níver!

Quero presentes!!! hehehe

Obrigada a todos que me felicitaram pela internet e pessoalmente. Vou tentar agradecer um por um dos meus amigos virtuais xD

Em homenagem a mim, "Nothing's Wrong", do Epica.

Cena 1154: Universo paralelo #40

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Cena 1153: Como o camaleão muda de cor?

Sob a pele do camaleão existem três tipos de células coloridas: vermelhas, amarelas e marrons. O animal adquire uma coloração ou outra de acordo com a mudança de tamanho dessas células. Embaixo do camaleão existe uma camada refletora que serve para misturar as cores. Assim, ele consegue se camuflar na vegetação e ficar fora do alcance de predadores.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Cena 1152: Tatuagens #28

Tem uma tatuagem e quer mostrar aqui?
Envie para taina.steinmetz@gmail.com.





terça-feira, 22 de novembro de 2011

Cena 1151: Como acontece o movimento de rotação da Lua? Ela gira em torno do quê? Como estes giros influenciam as fases de seu ciclo?

A Lua tem uma rotação em torno de seu próprio eixo, que dura 27 dias, 7 horas e 33 minutos. Seu movimento ao redor da Terra leva o mesmo período para acontecer e, por conta disso, os observadores daqui enxergam sempre a mesma face deste satélite. Quanto às fases que apresenta, trata-se de um fenômeno geométrico, que depende unicamente de sua posição em relação à Terra e do ângulo de incidência dos raios solares sobre ela. Neste aspecto, o ciclo tem uma duração de 29 dias, 12 horas e 44 minutos e não sofre nenhuma influência do movimento de
rotação.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Cena 1150: Um peixe de água salgada vive na água doce? E um peixe de água doce, vive em água salgada?

Não. Os líquidos que circulam no corpo do peixe de água salgada têm aproximadamente a mesma quantidade de sais da água do mar. Se o peixe for colocado em água doce, a concentração de líquidos de seu corpo será maior que a do ambiente. O peixe absorverá água e não terá como eliminá-la, porque seu rim é pouco desenvolvido. Ele inchará e poderá explodir. E se um peixe de água doce for colocado no mar, a concentração de líquidos de seu corpo será bem menor que a da água e ele perderá líquido até ficar desidratado.

Cena 1149: Blog da semana: @AndersonSmash

domingo, 20 de novembro de 2011

Cena 1148: Como as ostras fabricam as pérolas?

Qualquer corpo estranho (grãos de areia ou parasitas) que invada a concha pode causar irritação. Como mecanismo de defesa, as ostras revestem esse corpo estranho de madrepérola, uma substância cálcica que elas expelem para proteger a concha. É assim que se formam as pérolas. A maior pérola do mundo, encontrada em abril de 2001, tem 6,2 cm de comprimento, 5,3 cm de largura e 3,0 cm de altura. A preciosidade pesa 169 gramas.

Cena 1147: Músicas de domingo ♪ 17

♪ Second Sunrise (The Gathering)


♪ Tear The World Down (We Are The Fallen)


♪ Erase This (Evanescence)


♪ Fixing a Hole (The Beatles)


♪ Kielbasa (Tenacious D)

sábado, 19 de novembro de 2011

Cena 1146: O que poderia acontecer se a Terra parasse de girar?

O lado do planeta que ficasse voltado para o Sol se transformaria em deserto com temperaturas elevadíssimas. Os oceanos esquentariam tanto que levantariam vapores de água. O outro lado teria temperaturas tão baixas que uma crosta de gelo seria rapidamente formada. A diferença térmica entre os lados provocaria fortes ventanias. A ausência da força centrífuga, resultado da rotação terrestre, faria com que todos os objetos aumentassem de peso. Não existiria vida no planeta.

Cena 1145

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Cena 1144: Por que o céu é azul?

A luz, que é formada pela junção de várias cores, em contato com a atmosfera, espalha-se por causa de partículas que existem no ar. Porém as ondas de cada cor espalham-se de forma diferente, dependendo do seu comprimento. As mais curtas se dispersam mais. E o comprimento da onda azul se dispersa o suficiente para dar tonalidade ao céu. À tarde, os raios de luz têm outra inclinação, o que os obriga a tomar um caminho mais longe para chegar à Terra. Isso espalha a luz azul e evidencia a vermelha, que é maior em comprimento.

Cena 1143: Qual a origem dos símbolos utilizados em computação?

Estes símbolos surgiram durante a Idade Média. Naquele tempo, os livros eram escritos à mão, pelos chamados copistas. Os sinais e abreviaturas simplificavam a grafia das palavras e economizavam tinta e papel. Foi assim que o termo latino “et” se transformou em “&”. Hoje ele é como "e comercial". O arroba (@) era utilizado inicialmente para substituir a preposição latina “ad”, que entre outras coisas significava "em casa de". Na Inglaterra, o símbolo aparecia com freqüência para definir os preços de mercadorias ("10 @ L3" queria dizer "10 unidades ao preço de 3 libras cada"). No século XIX, quando mercadorias com esta marcação chegavam a portos espanhóis, os estrangeiros as associaram ao desenho de uma unidade de peso chamada arroba. Daí sua denominação.

Cena 1142: Universo paralelo #39

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Cena 1141: Por que dizem que trevo de 4 folhas dá sorte?

Como o comum é o trevo de 3 folhas, a raridade tornou o trevo de 4 folhas sagrado para os druidas da Inglaterra de 200 a.C. Eles acreditavam que quem tivesse a plantinha poderia ver os demônios da floresta e ganhar alguns de seus poderes. Após sacrifícios humanos, os druidas saiam para as florestas para procurar os desejados trevos.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Cena 1140: Por que os gatos sempre caem em pé?

A transmissão das mensagens nervosas entre os olhos, os músculos e as articulações do gato acontece de forma muito rápida e faz com que ele tenha grande equilíbrio. Quando o gato cai, os olhos e o vestíbulo de seu ouvido enviam para o cérebro uma mensagem sobre a posição da cabeça em relação ao solo. O cérebro responde com comandos nervosos para os músculos, que corrigem a postura da cabeça e alinham o corpo do animal. Isso tudo acontece em frações de segundo e o gato chega ao solo com os pés para baixo.

Cena 1139: Como surgiu a expressão advogado do diabo?

Essa expressão tem a origem na Igreja Católica. Quando o processo de santificação tem início, o "advogado do diabo" é escolhido pelo Vaticano para investigar se os milagres atribuídos ao candidato são de fato verdadeiros.

Cena 1138: Tatuagens #27

Tem uma tatuagem e quer mostrar aqui?
Envie para taina.steinmetz@gmail.com.





Cena 1137

A vida não tem que ser perfeita. Só tem que ser vivida.

Dexter - 4x12 - The Getaway

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Cena 1136: Lindo da vez: Vincent Cavanagh

Vincent Cavanagh nasceu a 29 de Agosto de 1973 em Liverpool. É guitarrista e vocalista da banda de doom metal Anathema. Vincent assumiu o lugar de vocalista apos a saída de Darren "DAZ" White do grupo.

É irmão gémeo de James Cavanagh e irmão mais novo de Daniel Cavanagh.






segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Cena 1135: Por que um barulho que escutamos quando estamos dormindo passa a fazer parte do sonho?

Inserir um ruído externo dentro de um sonho é um mecanismo utilizado pelo inconsciente para evitar que a pessoa acorde. Isso só acontece quando o som está em uma determinada altura: não pode ser alto o bastante para acordar quem dorme, nem tão baixo que passe despercebido.

Cena 1134: Por que as pessoas acendem velas para rezar e para os mortos?

A luz é um símbolo marcante em praticamente todas as religiões e sempre foi ligada à divindade. Acender velas é uma maneira de chegar mais perto do divino. Segundo a Sagrada Escritura, antes da Criação do mundo tudo era uma grande confusão, o caos, a desordem. Até que Deus mandou que se fizesse a luz (Gn 1, 1-3). Daí em diante, passagens bíblicas atestam: ‘O Senhor é a minha luz’, ou ainda, ‘Cristo é a luz do mundo’. Vale lembrar que os primeiros cristãos chamavam o batismo de “iluminação”, por ser quando o batizando recebia a luz de Cristo. Para o cristão é preciso caminhar como filho da luz, pois quem nasceu da luz é luz. Como os santos são pessoas que viveram em plenitude esse “compromisso iluminado”, acender velas para eles é uma forma do crente alcançar o caminho da luz. As velas são usadas no altar desde o século XI, até então elas eram colocadas à frente, dos lados, ou atrás dele. Quanto aos mortos, era costume colocar uma vela benta em suas mãos. Ela deveria ser acesa no momento em que o sacerdote desse início ao rito de encomendação da alma, para que os novos caminhos do falecido fossem iluminados pela luz emanada por Cristo Salvador.

Cena 1133: Blog da semana: Verdade Mundial

domingo, 13 de novembro de 2011

Cena 1132: Santiago amanhece de luto

Cena 1131: Músicas de domingo ♪ 16

♪ Another Me 'in Lack'ech' (Epica)


♪ If I Loved You (Renato Russo)


♪ Arctic Circle (Septic Flesh)


♪ Yellow Submarine (The Beatles)


♪ On Mercury (Red Hot Chili Peppers)

sábado, 12 de novembro de 2011

Cena 1130: Por que bocejar é tão contagioso?

Na espécie humana, a imitação é muitas vezes um ato reflexo. O bocejo, por ser um instinto básico e primitivo, acaba se tornando um estímulo para as pessoas que o observam. A resposta do corpo é praticamente automática, de forma similar ao que acontece com o riso em situações de grupo.