sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Cena 648: Horário de verão


Amanhã termina o horário de verão. Segundo informações do Operador Nacional do Sistema (ONS), o adiantamento dos relógios representou uma economia da ordem de 2.376 MW. Resultados preliminares apontam para uma redução da demanda no horário de ponta da ordem de 1.821 MW no subsistema Sudeste/Centro-Oeste e 555 MW no subsistema Sul. A redução representa 4,4% da demanda máxima dos dois subsistemas.

Neste ano, a economia da geração térmica evitada ao longo do horário de verão foi estimada em R$ 30 milhões, o que, segundo o ONS, resultará em redução da tarifa de energia elétrica para o consumidor.

Segundo o ONS, a redução do consumo no período para o subsistema Sudeste/Centro-Oeste equivale a aproximadamente 60% da carga no horário de ponta da cidade do Rio de Janeiro, ou a duas vezes a carga no horário de ponta de Brasília. No Sul, representa 60% da carga no horário de ponta de Curitiba.

"As principais consequências da redução de demanda no horário de ponta são o aumento da segurança e a diminuição dos custos de operação do Sistema Interligado Nacional", afirma o diretor-geral do ONS, Hermes Chipp, por meio de nota. De acordo com Chipp, o aumento da segurança operacional decorre da diminuição dos carregamentos na rede de transmissão; da maior flexibilidade operativa para realização de manutenções; e da redução de cortes de carga em situações de emergência neste horário.

Não esqueça de atrasar seu relógio, à meia-noite.

Nenhum comentário: