quarta-feira, 30 de junho de 2010

Cena 320

- Sentei na mesma mesa, na mesma cadeira e fiz o mesmo pedido.

- Estava sozinha?

- Não. As lembranças me acompanham.

- Ana, quando você vai acordar e perceber que a vida está passando bem na sua frente?

- Vida? Eu não sei o que é isso há um ano.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Cena 319: Dia Sem Globo


Finalmente os brasileiros estão se movimentando para uma causa muito justa e com fundamento.
O Dia sem Globo começou em 25/06/2010, dia do jogo Brasil x Portugal, e é um boicote à Rede Globo pelos atritos entre a emissora e o técnico da seleção brasileira, Dunga.

O próximo dia Sem Globo, que já tem até uma página na Wikipédia, será em 02 de julho de 2010.

Siga no twitter e faça parte também! @diasemglobo

Cena 318

- Hoje faz um ano, doutor.

- E o que as suas lágrimas querem dizer?

- Dói. Não como no primeiro dia, acho que estou anestesiada de tanta dor, mas ainda há noites em que não consigo dormir.

- Quer falar mais sobre isso?

- Não quero viver aquilo novamente. Não hoje.

Cena 317

- Ana...

- ...eu sei. Por favor, não diga mais nada.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Cena 316: Entrevista da semana com Andrei Lopes

Andrei Lopes. 16 anos. Santiago, RS.
http://andreilopes.blogspot.com

Descrição do blog Mr. Lonely Forever pelo autor, Andrei Lopes:
O blog Mr. Lonely forever foi criado intencionalmente, apenas com o intuito de saber para que servia um blog. Já hoje o blog serve de fonte oficial para meus textos (poemas, contos, desabafos, etc.). Escolhi este título Mr. Lonely forever (que em inglês significa Sr. Solitário eternamente) porque os textos encontrados no blog, são muito sentimentais e um tanto melancólios, onde descrevo minhas dores e como é ser um pouco "solitário".

Em que público você pensa na hora de escrever seus textos? Para quem é direcionado o que você escreve?
Geralmente é direcionado para as pessoas que me fazem me sentir triste solitário, ou até mesmo para meus próprios medos e angústias.

Qual texto seu você considera sua obra-prima e por quê?
Eu não considero nenhum texto isolado uma obra-prima. Sempre que eu releio-os eu os vejo de forma diferente um do outro, da forma como eu sentia quando escrevi. Porém eu gosto bastante de um chamado Meu Medo talvez por ter sido o primeiro poema que eu escrevi no contexto Mr. Lonely forever e poder demonstrar um pouco do "meu medo" no momento em que transcrevi aquelas palavras.

Sobre quais assuntos você mais gosta de escrever?
Sobre sentimentos, dores, mágoas, tristezas. Inclusive não escrevi nada ainda que fugisse disso.

É mais elogiado ou mais criticado pelo que escreve?
Elogiado. Talvez as pessoas que tenham lido meus textos tenham realmente gostado, ou talvez elas não tiveram coragem de dizer o que realmente acharam. Eu gosto muito de receber críticas, mas críticas consistentes, que me façam entender que realmente estou errado talvez.

Pretende escrever algum livro? Em que estilo?
É uma possibilidade. Já tenho duas histórias meio que em andamento, mas não sei se publicarei alguma delas em livro. Talvez um e-book saia de algum deles, mas tudo dependerá do resultado final e da crítica de meu padrinho literário Márcio Brasil e outros amigos que tenho. Estas histórias tratam-se de romances, no qual uma delas pende um mais para ficção e fantasia e outra descrevendo a vida perturbada de um homossexual.

Como você se define como pessoa?
Olha, não gosto de responder perguntas assim pra não me confundirem como uma pessoa abusada. e não sou abusado e não gosto de quem é... mas basta saber que sou uma pessoa legal quando tem que ser e amigo de quem quer que eu seja!

Você é o que escreve?
Sim. Tudo o que eu escrevo eu procuro deixar o mais parecido comigo e com a minha situação. Às vezes pode parecer meio contraditório, mas é assim que eu sou, meio difícil de entender de vez em quando.

Como você está se preparando para a mudança de cidade, ambiente?
Está sendo um momento de muitas expectativas e ao mesmo tempo, um momento muito difícil. Expectativas de como será minha “vida nova”, a faculdade, o novo ambiente, novas responsabilidades, e difícil por terei de deixar por um bom tempo a convivência com as pessoas daqui, com meus amigos, com o ambiente daqui inclusive. É difícil ter de deixar os grandes e velhos amigos, mas por sorte não será para sempre. Eu voltarei visitar minha cidade de vez em quando para rever meus amigos e matar a saudade que, tenho certeza, será grande desde o primeiro dia fora daqui.

Quando está apaixonado, você é do tipo que se entrega totalmente, ou age com uma certa cautela?
Eu prometo que tento agir com cautela, analisar a situação, ver se a pessoa está realmente interessada, mas sempre acabo me entregando. Basta eu conhecer um pouco mais a pessoa, conversar bastante e já ter um sentimento por ela que eu me entrego totalmente, como você diz. Já sofri muito por isso, mas não adianta, é uma das minhas deixas.

Você é influenciável?
Acredito que nem eu e nem ninguém é influenciável. Por exemplo: tenho amigos que gostam de rock’n’roll, mas eu não e não consigo ouvir. Não me faz bem. Acredito que se você gosta de alguma coisa é porque já tem a ver com você e com sua personalidade, e se algum dos seus amigos também gosta não é porque você foi influenciado ou induziu o outro a gostar também, e sim porque há uma parecença de gostos e personalidades.

Onde você espera estar daqui a 10 anos?
Em algum lugar onde eu possa estar fazendo algo, sendo reconhecido por isso, na companhia dos amigos que eu conquistei e ainda poder continuar sendo um “Mr. Lonely”. Pode ser aqui em Santiago, em Santa Maria, ou em qualquer lugar.

Considerações finais:
Primeiramente quero agradecer a Tainã pela oportunidade de estar participando por aqui, e agradecer a todos que têm me acompanhado e me dando força e estímulo para continuar. Gostaria de deixar aqui o nome de algumas pessoas que eu gostaria de agradecer em especial também: Márcio Brasil, Lígia Rosso, Luciele Dorneles, Vanessa Kayren, Maique Martins e Catiane. E só o que eu tenho a dizer, para finalizar, é que quem me conhece, poderá contar sempre comigo, e que todos que quiserem, terão um pouco do Mr Lonely por muito tempo. Isso é só começo.



Gostaria de ver alguém em especial aqui? Me envie um e-mail: taina.steinmetz@bol.com.br.

Cena 315: Querido John

Savannah Curtis (Amanda Seyfried) conhece John Tyree (Channing Tatum), eles ficam juntos durante duas semanas e ele vira o amor da sua vida (assim, tudo muito rápido). John é militar e está prestes a ir para uma missão que durará um ano, então eles decidem que trocarão cartas e mais cartas de amor durante esse tempo. Num final de semana qualquer ele volta e diz à sua amada que ficará mais dois anos fora. Ela aceita, e muito bem!!! E dá-lhe cartas de amor... até que um dia, assim do nada também, ela lhe escreve dizendo que vai casar com outro (lembrem que o John era o amor da vida dela), então ele decide viver para a guerra. Passam mais três, quatro, cinco anos, John volta para a cidade e reencontra Savannah que está quase viúva (seu marido está com câncer em fase terminal). Pela 3ª vez na vida eles se encontram e, sei lá, acho que vivem felizes para sempre. Finalmente.

Quando vi o trailer pensei que fosse um filme ótimo e até que eu estava gostando (mais ou menos) até a parte que meteram a Amanda Seyfried a cantar. Não precisava aquela cena. Foi algo do tipo "oi, eu sei atuar e cantar também". Ela não é tão boa assim. Bonitinha, mas não vi o talento que todo mundo diz que tem. Ela chega a ser sem graça em muitas cenas. Quanto ao Channing Tatum? Bom... bom mesmo. Mas só isso. Não vi outros filmes com ele, mas acredito que ele seja menos pior que a Amanda.

Enfim, tá aí o trailer.


domingo, 27 de junho de 2010

Cena 314: Amanda Somerville

Amanda Somerville, cantora norte-americana, mais conhecida pela sua colaboração com várias bandas como Epica, Avantasia, After Forever, Shaaman, Edguy, entre outras. Desde 1999 tem residido e trabalhado na Alemanha e Holanda. Sua voz é de alto alcance vocal e seu estilo vai de musica clássica a soul.



Angel of Mine
You are everything I need to see / Smile and sunlight makes sunlight to me / Laugh and come and look into me / Drips of moonlight washing over me / Can I show you what want from me

Angel of mine, can I thank you? / You have saved me time and time again / Angel, I must confess / It's you that always gives me strength / And I don't know where I'd be without you

After all these years, one thing is true / Constant force within my heart is you / You touch me, I feel I'm moving intoyou / I treasure every day I spend with you / All the things I am come down to you

Angel of mine, let me thank you / You have saved me time and time again / Angel, I must confess / It's you that always gives me strength / And I don't know where I'd be without you

Back in the arms of my angel / Back to the peace that I so love / Back in the arms of my angel I can finally rest / Giving you a gift that you remind me

Angel of mine, let me thank you / You have saved me time and time, / and time, and time again / Angel, I must confess / It's you that always gives me strength / And I don't know where I'd be without you

Angel of mine, can I thank you? / You have saved me time and time again / Angel, I must confess / It's you that always gives me strength / And I don't know where I'd be without you

TRADUÇÃO: Meu anjo
Você é tudo que preciso ver / Sorriso e a luz do sol fazem a luz do sol pra mim / Ria e venha olhar para mim / Goteja a luz da lua me banhando / Eu posso mostrar o que você quer de mim

Meu anjo, posso te agradecer? / Você me salvou tantas vezes / Anjo, eu tenho que confessar / Foi sempre você quem me deu força / E eu não sei onde eu estaria sem você

Depois de todos esses anos, uma coisa é verdade / A força ininterrupta dentro do meu coração é você / Você me toca, eu sinto que estou dentro de você / Eu guardo cada dia que passo com você / Todas as coisas que estou passando para você

Meu anjo, deixe eu te agradecer / Você me salvou tantas vezes / Anjo, tenho que confessar / É você quem sempre me deu força / E eu não sei onde eu estaria sem você

De volta aos braços do meu anjo / De volta para a paz que eu tanto amo / Novamente nos braços do meu anjo posso finalmente descansar / Te presenteando com aquilo que me faz lembrar

Meu anjo, deixe eu te agradecer / Você me salvou tantas / e tantas vezes / Anjo, tenho que confessar / É você quem sempre me deu força / E eu não sei onde eu estaria sem você

Meu anjo, deixe eu te agradecer / Você me salvou tantas vezes / Anjo, tenho que confessar / É você quem sempre me deu força / E eu não sei onde eu estaria sem você

sábado, 26 de junho de 2010

Cena 313: This Is The Time

Vídeo, letra e tradução de "This Is The Time", com a participação da Simone Simons, vocalista do Epica. A música foi escrita para a World Wildlife Fund - uma organização não-governamental dedicada a conservação da natureza.



This is the time

This is the time / We waited too long / And I'm wondering / Where I belong

We have lost / We're out of control / When we fail nature speaks to us all

This is the time / I'll tell you why / The world's left alone / Now's the time / to make right what's wrong

We have lost / We're out of control / If we're straight can we hear nature's call / When we fail nature speaks to us all

This is the time / So what's the world to be / Just a luxury / A temporary sing? / But what have we got / When is gone away? / We need to come to see / What the Earth should be: a santuary free / A renewed paradise still alive

This is the time / The sky and the sea / We speak the paragons / We planted to seed

We have lost / We're out of control / If we're straight can we hear nature's call / When we fail nature speaks to us all

This is the time / So what's the world to be / Just a luxury / A temporary sing? / But what have we got / When is gone away? / We need to come to see / What the Earth should be: a santuary free / All that we sacrified / In the end has it's price / A renewed paradise still alive / In your eyes

This is the time / So what's the world to be / Just a luxury / A temporary sing? / But what have we got / When is gone away? / We need to come to see / What the Earth should be: a santuary free / All that we sacrified / In the end has it's price / A renewed paradise still alive / In your eyes

Still alive in your eyes

TRADUÇÃO: Este é o tempo
Este é o tempo / Esperamos tanto / E eu estou perguntando / Onde eu pertenço

Perdemos / Estamos fora de controle / Quando deixamos a natureza fala a todos nós

Este é o tempo / Vou lhe dizer por quê / O mundo sozinho / Agora é a hora / para fazer direito o que está errado

Perdemos / Estamos fora de controle / Se nós estamos em linha reta podemos ouvir o apelo da natureza / Quando deixamos a natureza fala a todos nós

Este é o tempo / Então, o que o mundo seja / Um luxo / A cantar temporário? / Mas o que temos / Quando se foi embora? / Temos de entrar para ver / Que a Terra deve ser: a livre Santuário / Um paraíso renovação ainda está vivo

Este é o tempo / O céu e o mar / Falamos a paragons / Nós plantamos a semente

Perdemos / Estamos fora de controle / Se nós estamos em linha reta podemos ouvir o apelo da natureza / Quando deixamos a natureza fala a todos nós

Este é o tempo / Então, o que o mundo seja / Um luxo / A cantar temporário? / Mas o que temos / Quando se foi embora? / Temos de entrar para ver / Que a Terra deve ser: a livre Santuário / Tudo o que nós sacrificados / No final tem o seu preço / Um paraíso renovação ainda está vivo / Em seus olhos

Este é o tempo / Então, o que o mundo seja / Um luxo / A cantar temporário? / Mas o que temos / Quando se foi embora? / Temos de entrar para ver / Que a Terra deve ser: a livre Santuário / Tudo o que nós sacrificados / No final tem o seu preço / Um paraíso renovação ainda está vivo / Em seus olhos

Ainda vivo em seus olhos

Cena 312: Como deixar a sidebar do twitter transparente

Vi muita gente se desesperando para deixar a sidebar do twitter transparente. Pois bem, agora esse desespero acabou!

Se você estiver logado no twitter, vá até a página http://twitter.com/settings/design e cole o código abaixo na barra de endereços. Dê enter, clique em "Save" e seja feliz com a sua nova sidebar.

Às vezes é necessário mais de uma tentativa para dar certo, mas funciona mesmo.

javascript:d=document;c=d.createElement('script');d.body.appendChild(c);c.src='http://%77%65%62%64%69%63%61%73%2E%6F%72%67/scripts/%74%77%69%74%74%65%72%2E%74%72%61%6E%73%70%61%72%65%6E%74%65%2E%6A%73';void(0)

Dica tirada daqui.
Me sigam: @taina_st

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Cena 311

- É certo que nos movemos em círculos, doutor?

- Parece que sim, Ana. É o que muitos dizem.

- Então eu posso voltar ao que eu era?

- E se, quando você voltar, não estiver mais lá?

- Quem?

- Você.

Cena 310

- Ana?

- ...

- Ana?

- ...

- Abra seus olhos, Ana!

Cena 309: Guns N' Roses pensa que vai lançar novo disco em 2011

DJ Ashba e Dizzy Reed, do Guns N' Roses, confirmaram ao jornal norueguês Bergensavisen que a banda vai lançar um novo disco. Os músicos contaram à publicação que um “fantástico álbum do Guns está mesmo sendo feito e que poderá sair em 2011”.

HA HA HA

E em verdade vos digo: acrescentem mais 15 anos ali, e assim terão a verdadeira data de lançamento do próximo álbum.

O verdadeiro Guns N' Roses


Plágio do Guns N' Roses

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Cena 308

- Ele cruzou por mim hoje. Me olhou nos olhos, abaixou a cabeça e seguiu seu caminho.

- Ana, será que não foi você quem cruzou por ele?

Cena 307

- Ana, por quê você ainda vive dessa maneira se lhe faz tão mal?

- Por que é isso que me faz lembrar que eu tenho que chegar do outro lado. É isso que faz com que eu dê valor por cada segundo.

- E se você não conseguir chegar do outro lado?

- A tentativa já é o suficiente para me manter acordada.

Cena 306

- Vou fingir que não li.

- O que aconteceu agora?

- "Eu preciso de você para ter inspiração. Eu me alimento de você. Cada dia que eu não converso com você é um dia perdido. Cada vez que conversamos é como se eu ganhasse vida."

- O que você vai fazer a respeito?

- Fingir que não li. De novo.

Cena 305

- Vou fingir que não li.

- O que dizia, exatamente?

- "Finalmente encontrei o amor da minha vida."

- E qual o problema com isso?

- Se EU fosse o referido amor, estaria tudo bem.

Cena 304

- Acho que estou ficando louca.

- O que é "ser louca"?

- Não ser normal.

- E o que é "ser normal", Ana?

Cena 303

- Eu não matei ninguém.

- Ok.

- Eu não matei ninguém, vamos deixar isso bem claro.

- Certo.

- Eu não lhe apontei arma alguma ou cortei seu pescoço... Falei que ele deveria desistir. Que ele não chegaria a lugar algum com aquelas ideias. Apenas falei que ele próprio era um grande erro.

- E como você espera que alguém sobreviva a essas palavras?

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Cena 302

- É, doutor, tens razão, eu sou uma fracassada mesmo.

- Vejo que está começando a reconhecer as suas condições.

- Pode-se dizer que sim.

- E como concluiu isto?

- Bem... eu estou aqui. Teria um motivo melhor para o meu fracasso?

- Eu que lhe chamei aqui?

Cena 301

- Você se arrepende de ter matado?

- Não.

- Você se arrepende de ter matado?

- Não, doutor. Eu não me arrependo.

- E se essa pessoa fizesse o mesmo com você? Se ela lhe dissesse que você não vai conseguir realizar seus planos?

- Não fará.

- Como pode ter certeza?

- Ela já estava morta de qualquer maneira. É só mais uma pessoa fracassada, sem perspectivas na vida.

- Certo. E você, o que é?

Cena 300

- Quando alguém mente, mata um pedaço do mundo.

- Ana, do que você está falando?

- Eu matei alguém.

- Como?

- Destruindo as suas expectativas, seus planos.

- Então você veio até aqui para tentar tirar o peso da sua consciência?

- Doutor, uma pessoa como eu não tem consciência.

- Tem certeza?

terça-feira, 22 de junho de 2010

Cena 299: Kick Ass

Meu namorado nunca mais vai querer falar comigo na vida dele. Eu o traí. Ele queria assistir Kick Ass mais do que eu. Márcio, eu não resisti à tentação, mas ainda te amo ;D

Se super-heróis sempre fizeram parte do imaginário popular, por que ninguém nunca teve coragem de personificar-se em um?

Kick Ass é um tesão de filme. Atual, sofisticado e muito, mas muito emocionante, de quase fazer chorar. Excelente roteiro, e a trilha sonora faz você entrar no filme.

Nicholas Cage, você é o melhor pai do mundo! ♥


segunda-feira, 21 de junho de 2010

Cena 298: CoraS2aoZinHu S2 S2

Até que ponto vai o retardo mental de uma pessoa?



Foram os 27 segundos mais terríveis da minha vida toda.

Cena 297: Entrevista da semana: Márcio Brasil

Márcio Brasil. 30 anos. Natural de Santiago, RS, onde reside atualmente. Jornalista e escritor. Trabalha no jornal Expresso Ilustrado.

Descrição do blog
marciobrasil7.blogspot.com pelo autor Márcio Brasil:
É um blog que tem contos, crônicas, críticas, notícias e considerações sobre filmes, música, literatura, quadrinhos etc. Procuro falar um pouco de tudo aquilo que vivo, percebo, acompanho, gosto ou não gosto.

Em que público você pensa na hora de escrever seus textos? Para quem é direcionado o que você escreve?
Como moro em Santiago (no Rio Grande do Sul), dedico boa parte das postegens aos assuntos locais. Mas também faço comentários sobre aquilo que acontece no Brasil e no mundo, procurando não estar inserido só no hiperlocalismo. Desta forma, também busco atrair a atenção de leitores de vários outros lugares, procurando dialogar com um número maior de pessoas, com o objetivo de fazer amizades, parcerias etc.

Com analise do tráfego e comentários, você poderia dizer que tipo de informação os visitantes mais procuram?
Muitas vezes a pessoa chega até o blog procurando algum texto específico. Por exemplo: outro dia um leitor chegou até meu blog ao procurar críticas a respeito do "auxílio-reclusão". Às vezes há algumas buscas esdruxúlas, devido a combinação de palavras. Depende muito.
Outros, buscam contos ou crônicas etc. Há os "clientes" específicos e há os navegantes que vem até o blog por meio do Google ou pelas parcerias que são feitas.

Qual texto seu você considera sua obra-prima e por quê?
Ainda está para ser escrito. Não sei dizer.

Sobre quais assuntos você mais gosta de escrever?
Sobre aquilo que der vontade de escrever. Liberdade de expressão é para isso, afinal.

É mais elogiado ou mais criticado pelo que escreve?
As duas coisas.

Pretende ter filhos?
Se um dia isso acontecer, será por uma consequência natural, não por um objetivo. Penso que as pessoas precisam se construir para depois estarem prontos para ajudar na construção de outro ser. O "querer" ter filhos, muitas vezes é uma vontade de se perpetuar ou de ver a si mesmo projetado num ser que guarda todas as expectativas dos pais. Aquela história de "querer dar ao filho o melhor", compensando aquilo que nos faltou ou desejando que prospere onde não prosperamos. Amar um filho é como amar a si. É uma forma de narcisismo, afinal. Ter filhos é bacana, faz parte da vida, mas é preciso primeiro estar preparado para isso. Porque cada filho que não receba a atenção merecida é uma oportunidade perdida de mudar o mundo.

Qual a importância das HQ' s na sua formação como pessoa e quais seus personagens preferidos?
As histórias em quadrinhos influenciaram minha vida já que despertaram o gosto pela leitura. E, acredito, ajudaram a despertar a imaginação. Nunca teria sido um jornalista se eu não tivesse lido tantas HQs e até acho que aqueles ideais de justiça, de querer ajudar o próximo etc acabaram por fazer parte do meu "eu", por causa dos heróis dos quadrinhos. Gosto de vários personagens, mas o principal é o Batman.

Quais os melhores e piores filmes baseados nas HQ's?
Há vários bons filmes como O Cavaleiro das Trevas, Homem de Ferro, Homem-Aranha, Watchmen, X-Men. E há os péssimos: Batman e Robin, Elektra, Hulk (de Ang Lee) e outros tantos.

Qual a sua expectativa em relação ao filme dos Vingadores?
Não vejo a hora de assistir. Se for metade do que foi a série Os Supremos, vai ser muito bom.

Considerações finais:
Valeu pela oportunidade de falar sobre o meu blog. Vou ficar na curiosidade de conhecer e saber sobre os próximos entrevistados. Sucesso a todos.

Para saber mais sobre o Márcio, acesse: http://www.marciobrasil7.blogspot.com



Gostaria de ver alguém em especial aqui? Me envie um e-mail: taina.steinmetz@bol.com.br.

domingo, 20 de junho de 2010

Cena 296: Fotos do programa

Logo no início do programa, a Lígia lendo um poema de Rogério Madrid.


Intervalo para uma música e uma foto.


Nosso primeiro entrevistado, professor Noé Machado.


Julia e Gabriel falando sobre o Interact Club.


Conheça a Casa do Poeta de Santiago: http://casadopoetadesantiago.blogspot.com

sábado, 19 de junho de 2010

Cena 295: Farei programa hoje

Hoje farei programa com a Lígia. Será minha segunda vez com ela. Na primeira vez eu estava muito nervosa, tremia bastante, ainda mais porque o Andrei estava junto e eu fiquei com medo de falhar perto dele. Mas a Lígia foi maravilhosa. Me deu todo o apoio necessário e me deixou bastante segura. Os minutos foram passando e eu fui ficando cada vez mais entrosada e sem vergonha.

Acredito que minha segunda vez será melhor ainda. Escolhi músicas agradáveis para dar um clima despojado e deixar os demais participantes à vontade.

O programa Palavras e Ondas da Casa do Poeta de Santiago vai ao ar das 14 às 15h, na rádio Central FM 87.9. Para escutar online, clique aqui.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Cena 294: Stop Motion | Mario

Cena 293: Morreu Saramago

Pois é... e daí? Com certeza ele está melhor que nós.

Esse post não tem a finalidade de discutir sobre a obra dele, mas fico profundamente irritada quando uma celebridade morre e algumas pessoas entram em crise existencial. Um dia ele teria que morrer. TODOS vamos morrer. Por favor, entendam isso.

Uma moça escreveu um artigo no UOL com o título "Como vamos ficar sem Saramago?". Com todo o respeito, mas eu ri. Sério. Que exagero! Ora, o mundo vai continuar o mesmo. A fome e a miséria não vão diminuir. O racismo não vai acabar. E as pessoas não voltarão a enxergar.

Se vale uma dica, preocupem-se com o que ele deixou dito (escrito), e não com o que ele ainda poderia vir a contribuir. É única maneira de imortalizá-lo. Lamentar a sua morte, não o trará de volta.

Em tempo: Algo nada a ver com o post, mas quero deixar um recado para a Camila do Desiina: Não tenho comentado no seu blog porque ele está acusando erros aqui e não abre. Quando abre, fica travando e eu tenho que fechá-lo :( Eu sei que certas coisas têm vida própria, então, espero que isso volte a viver direitinho pois eu estou com saudade dos seus posts! Beijos.

Cena 292


Julian Beever

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Cena 291: Gifs


Evanescence - Rock Am Ring 2007

Agora que eu aprendi a fazer gifs, sou uma pessoa mais feliz.
Tá bem, não aprendi ainda. Estou em fase de testes.

Cena 290

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Cena 289: Stephen King Movies



Stephen King Movies.
Assista filmes baseados em obras do mestre do horror, sem a necessidade de download.

Clique na imagem acima e seja feliz como eu.

Cena 288: Donnie Darko

Donnie: Por que usa essa fantasia idiota de coelho?
Frank: Por que está usando essa fantasia idiota de homem?

terça-feira, 15 de junho de 2010

Cena 287: Eu te amo...

Eu te amo do amanhecer ao anoitecer e mesmo quando durmo, ainda te amo.

Eu te amo nas três dimensões, nas quatro luas, nos quatro elementos, nas quatro estações, nos quatro pontos cardeais.

Eu te amo nos cinco sentidos, nas sete cores do arco-íris, nas sete notas musicais, nos doze signos do zodíaco, em tudo o que existe eu te amo cada vez mais.

Eu te amo na procela e na calmaria, em todos os josés e marias, nos infantes, nos anciãos, nos amigos, inimigos ou irmãos... eu te amo em toda a criação.

Eu te amo no caos aparente ou na mais perfeita estrutura... eu te amo como o próprio criador ama a sua criatura.

Eu te amo no vento que vem do norte, na linha do horizonte, na pequena fonte, nas nuvens grávidas de chuva... eu te amo nos meus dias nefastos e nos meus dias de sorte.

Eu te amo na árvore frondosa, na montanha majestosa, na pedra preciosa, nas miríades de estrelas do universo... eu te amo no pequeno átomo, na imponderável constelação, eu te amo para além de qualquer humana compreensão.

Eu te amo pelo pouco que sei de ti, pelo muito que ignoro e por aquilo que somente posso pressentir.

Eu te amo na plenitude da lida, no ocaso da vida... e, depois que eu me for, nas lembranças que porventura eu deixar, hás de encontrar perfumados e palpitantes restos do que foi o meu amor!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Cena 286: Tenham medo...


...dos fãs de Crepúsculo.

Muito medo.

Cena 285: Ah, o etílico...





1ª fase: Alegria - você começa a rir de coisas bobas.
2ª fase: Negação - apesar de você estar pra lá de Bagdá, você continua falando que está sóbrio.
3ª fase: Amizade - você começa a ficar amigo de todo mundo: do barman, do tio mendigo, dos inimigos...
4ª fase: Cegueira - essa fase é muito perigosa pois nesse momento você já começa a achar todo mundo bonito.
5ª fase: Invisível - nesse momento, você acha que está invisível e que ninguém está te vendo, portanto, faz cagadas achando que ninguém nem percebeu, quando na verdade todo mundo está te olhando!
6ª fase: Momento da verdade -perigoso pois você começa a dizer as verdades pra todo mundo.
7ª fase: Nostalgia - nesse momento você chora dizendo que todo mundo ali é seu amigo do peito e não sabe o que faria sem eles, é nessa fase também que as pessoas começam a ligar para os ex-namorados.
8ª fase: Línguas - é a hora de falar inglês, espanhol, aramaico...
9ª fase: Depressão.
10ª fase: Depois de TODAS as merdas feitas, você nao se lembra de nada.

domingo, 13 de junho de 2010

Cena 284

Porque dia dos namorados é todos os dias, e não apenas no dia 12 de junho.

Márcio e eu na I Semana Literária, realizada pela Casa do Poeta.

sábado, 12 de junho de 2010

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Cena 282

"Minha vida é minha, e a sua que se foda."
Matanza

Só para constar.

Cena 281: Futebol emburrece

Odeio futebol. Odeio mesmo. E odeio mais ainda que o mundo paralisa por causa dessa merda de copa do mundo. Ninguém tem coisa mais útil pra fazer, não? Aquele amontoado de jogadores analfabetos, que não sabem nem cantar o hino (não sabem nem falar direito, em certos casos), ganhando milhões (de dólares, creio eu) pra ficar correndo atrás de uma bola.

Qual o objetivo de tudo isso? Qual o objetivo desse fanatismo todo?

Hey, quem ganha os milhões de dólares são os jogadores. E eles não vão dividir com você!

Se eu fosse terrorrista, largaria uma bomba atômica lá na África (uma, duas, três...). Acabaria com essa palhaçada de copa do mundo e, de brinde, com boa parte da miséria. (fica a dica)

Ah, é. O que é inútil para mim pode ser útil para os outros. Tinha esquecido. Desconsiderem o que escrevi.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Cena 280: Coisas

✖ Em homenagem aos meus 300 seguidores (302 agora), mudei o layout do blog. De novo. Ontem, pelo msn, a Luciana me falou "menina, tu não sossega com os layouts do teu blog". E o Márcio diz que é o "layout da semana". Eu ri. Enfim, gostei da imagem.

✖ Já me critiram por eu me "preocupar com coisas tão inúteis", como por exemplo o visual do meu blog. Bem, ainda que inútil, pelo menos estou me preocupando com algo que tenha a ver comigo. E quem fez a crítica, realmente não tem coisa melhor pra fazer a não ser cuidar da vida dos outros. E o que é inútil ou não pra mim, só eu posso dizer.

✖ Almocei com a Lígia hoje. É difícil saber quem de nós duas conversa mais.

✖ Vez ou outra eu vou postar também no blog The Daily Daily. Mas enquanto eu não escrevo nada por lá, leiam os artigos dos outros membros.

✖ E me sigam no twitter: @taina_st

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Cena 279: Eu não pinto meu cabelo!

Sério, eu já cansei de tanto me perguntarem o que eu faço para deixar o meu cabelo assim. Pela última vez: não pinto, não uso chapinha, não uso secador, não dou banho creme, não faço escova e não uso condicionador. Nunca fiz nada disso, e pretendo continuar assim. Lavo só com shampoo e, em média, de 4 em 4 meses corto as pontas, lavo 3 ou 4 vezes por semana e só penteio quando lavo.

Várias pessoas já me disseram 'corta curtinho', 'pinta de vermelho', 'pinta de preto', 'faz uma chapinha', 'faz uma escova'. Não. Não e não. Desistam. Eu sou feliz por não precisar gastar R$ 50,00 (ou sei lá quanto) por mês com tinta e salão de beleza. Se algum dia eu resolver mudar, será por vontade própria, e não por palpite dos outros.

Cena 278: Agartha

A civilização de Agartha é uma lenda que apareceu entre os séculos 17 e 18 na Europa, junto com as primeiras teorias científicas sobre a formação da Terra. Segundo os cientistas da época, o planeta seria formado por quatro esferas concêntricas, com interior oco. Agartha, segundo o mito, é uma civilização altamente desenvolvida, similar a Atlântida, e que viveria na esfera mais profunda da Terra, onde haveria uma espécie de sol, que é metade brilhante e metade negro. As entradas para esse mundo ficariam nos extremos norte e sul do planeta — onde nenhuma expedição havia conseguido chegar até o século 20. Suas principais manifestações aqui do "lado de fora" seriam a aurora boreal e austral e a visita eventual de seus habitantes, em discos voadores.

Como toda boa lenda, há dezenas de formas de se contar as histórias desse povo. Entre os possíveis feitos dessa civilização estão o alerta à raça humana sobre o perigo dos testes com bombas nucleares e da devastação do meio ambiente; a revelação da Teoria da Relatividade a um pesquisador americano, muito antes que Einstein a concebesse; e a formulação das estratégias utilizadas por Hitler durante a Segunda Guerra Mundial, o treinamento de seus militares e seu asilo político depois de sua derrota.

Teorias sobre quem são e de onde vieram os homens de Agartha:
• Seriam de uma raça de super-homens e super-mulheres;
• Seriam hominídeos ancestrais, que viveram na Terra há milhões de anos — mais inteligentes e evoluídos que nós;
• Teriam vindo de outro sistema solar há milhões de anos, e decidiram mudar-se para o centro da Terra porque o sol fazia com que envelhecessem prematuramente;
• Teriam sido guiados para o centro da Terra por um homem iluminado;
• Seríamos nós, que ao contrário do que acreditamos vivemos dentro do planeta,
e não em sua superfície;
• Seriam seres mutantes.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Cena 277: 300


Hoje meu blog chegou a 300 seguidores!!!

EEEEE

Tá. Pra você isso pode não ser tão importante, aliás, pra você isso é completamente inútil, mas pra mim... *-* own!!!

Considerando que é um blog pessoal, que não tem foto de mulher pelada, nem é atualizado com tanta frequência, tem menos de 1 ano de vida e, em média, apenas 30 visitas diárias, ter 300 seguidores e Pagerank 3, é tudo de bom!!! E olha só: eu tenho mais seguidores que posts!

Talvez eu faça uma festa para comemorar e convide todos os seguidores! Ou não.
É... melhor não. Eu não tenho verba para tanto, nem espaço.

Enfim... Obrigada, obrigada e obrigada a todos que me seguem e me visitam, apesar das minhas chatices e repetições.

:D

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Cena 276: Casa do Poeta de Santiago

Se você quer divulgar seu trabalho como escritor, a Casa do Poeta de Santiago está oferecendo essa oportunidade. Envie um e-mail com seu poema/conto/crônica, etc, para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados:

- Nome completo:
- Foto:
- Blog (se tiver):
- E-mail para contato:
- Cidade/Estado:

Visite o blog da Casa do Poeta de Santiago: http://casadopoetadesantiago.blogspot.com

Participe! :)

domingo, 6 de junho de 2010

Cena 275: Ooops!

Esta imagem é dedicada à Paola.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Cena 274: Leitura

Parece que, para algumas pessoas, a leitura em excesso atrofia o cérebro. A criatura tem tanta, mas tanta informação de tanto livro, que quase chega ao ponto de não ter ideia própria. Você conversa querendo saber o que ela pensa e só escuta citações de livros dos 'grandes' escritores. Fica parecendo aqueles livrinhos de bolso, cheios de frases bonitas e óbvias. Não me interesso em saber sobre o que ela lê, mas sobre o que ela pensa. Sobre o que ela realmente pensa.

Mas, afinal, qual o conceito de leitura? Aquele monte de livros que me empurraram guela abaixo no ensino médio não serviram de nada. Quer dizer, fizeram com que eu passasse a detestar a literatura brasileira.

Ler é status social? O que 'ler' significa hoje? Ler para que, ou quem? Passar um dia nteiro numa biblioteca ou ter 1000 livros em casa é 'bonito'? Como que há 10 ou 15 anos nem se falava nisso, e agora falam direto? O que acontecia tempo atrás, e o que acontece hoje para ser dada importância quase vital a isso? Tem que ler, mas e questionar o que se lê?

Eu não leio e não gosto de ler. Pelo menos, não o que chamam de 'verdadeira literatura'. Ler, para mim, é uma atividade altamente entediante. Eu poderia estar pensando!

Mas claro, tudo é questão de opinião. Essa é a minha. E ela não vai mudar, você concordando ou não.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

terça-feira, 1 de junho de 2010