quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Cena 515: Entregadores de panfletos


Pior raça que existe.

Você está caminhando tranquilamente pela rua e, de repente, surge do além um chato querendo lhe empurrar um panfleto.

Se você passa direto, sem olhar para a cara do infeliz, você é um filho da puta, mal humorado.
Se você é simpático, agradece, mas não pega o panfleto, você continua sendo um filho da puta.
Se você apenas pega o panfleto e continua caminhando normalmente, você é um desgraçado que não deu atenção para quem lhe entregou aquilo.
Se você pega o panfleto e pede mais informações sobre o que está sendo tratado ali, você é um mala que fica perguntando demais.
E, ainda, se você passar 50 vezes na frente daquele ser, ele sempre vai querer que você pegue um panfleto.

Fazer o que então? Continue a passar direto por eles. Melhor ficar com fama de filho da puta, mal humorado que ficar com a bolsa cheia de lixo.

4 comentários:

Gabriel Marcondes disse...

É só ser um filho da puta bem educado, da mesma forma que eu faço, agradeço e não pego o panfleto.

Leka Gothic disse...

Adoreeei teu post!
Realmente é pura verdade...dependendo do humor que eu estiver na hora escolho entre duas opções: pegar ou passar batido!

bjs!

Ih....fud disse...

Isso quando vc está a pé .. e nos semáforos ..chega no fim de semana o banco de traz nem aparece de tanto panfleto .. tb sou fdp .. prefiro :)

Márcio Brasil disse...

Acho que a gente deve ter educação com o trabalho das pessoas. Não custa pegar o panfleto. Não custa valorizar o esforço de uma pessoa e dar um segundo de atenção.