sábado, 17 de julho de 2010

Cena 346

- Você não tem controle sobre seus atos mais simples, como poderia ter controle sobre o seu destino?

- Eu...

- Chorar só me faz ter mais certeza ainda de que você é muito fraca.

- Eu não sei o que pensar... o que sentir.

- O tempo acabou, e minha paciência também.

- Eu não posso ir agora.

- Você deve ir.

- Não posso ficar sozinha. Não posso!

- Abra os seus olhos, então, Ana! Você nunca esteve sozinha.

4 comentários:

Mal disse...

Posso-te dizer que apercio bastante a tua forma de escrever...

essas citações tiradas de um contexto não seguido de inicio..

take care

Luciana Nogueira disse...

Eu realmente penso muito nesses diálogos, de verdade. São atormentadores quando você consegue sentir o que dizem ♥

@milafersan disse...

é coincidencia mesmo ou eu estou mesmo me identificando c/ tds os textos q li hj? ...thanks twitto vc tb

Mal disse...

è bom saber que alguém lê para além de mim.

lol...

Afinal são desabafos para o ar. Continua a escrever assim.

You are able to move everyone with ur words girl!

take care