quinta-feira, 24 de junho de 2010

Cena 303

- Eu não matei ninguém.

- Ok.

- Eu não matei ninguém, vamos deixar isso bem claro.

- Certo.

- Eu não lhe apontei arma alguma ou cortei seu pescoço... Falei que ele deveria desistir. Que ele não chegaria a lugar algum com aquelas ideias. Apenas falei que ele próprio era um grande erro.

- E como você espera que alguém sobreviva a essas palavras?

Nenhum comentário: