quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Cena 180: Analisando: Dream Theater: os segredos do álbum "Octavarium" - Pt.1

O oitavo álbum de estúdio do Dream Theater, “Octavarium”, é o mais complexo e cheio de segredos já feito pela banda. Em uma entrevista de rádio, Mike Portnoy assumiu que o disco é um “segredo gigantesco”.

Esta resenha é baseada no que foi encontrado no fórum oficial do baterista, no site mikeportnoy.com, bem como extraída do site dt.spatang.com.


RESUMO
O foco do conceito é demonstrar que as coisas movimentam-se em círculos, repetindo-se e terminando, portanto, no mesmo local de onde se iniciaram. Uma oitava musical começa e termina numa mesma nota. Dessa forma, o álbum começa na tonalidade de Fá (F) que por sinal é a última nota da última música do álbum Train of Thought ("In the Name of God"). Este modelo de continuação tem se repetido desde o “Scenes From a Memory”.

Um símbolo muito visto na arte do álbum é um octógono com uma estrela de cinco pontas inserido nele. Estes algarismos, 8 e 5, aparecem com frequência no Octavarium e na obra do Dream Theater em geral e encontra-se espalhado em todo o disco.

Observando a história do termo “Octavarium”, temos uma certa surpresa. O Vaticano possui um livro denominado “Octavarium Romanum”. Consiste principalmente em várias lições a respeito de festividades católicas. É de se espantar, no entanto, a presença dos algarismos 8 e 5. O livro foi mencionado pela primeira vez no pontificado de Xisto V (1585-1590) e só foi mencionado outra vez por Clemente VIII (1592-1605), ou seja, o Papa com o número 5 e o seguinte com o número 8.

De qualquer maneira, vamos aos principais conceitos envolvendo os números 5 e 8:

• “Octavarium” – 5 sílabas, consoantes e vogais;

• 5 membros na banda Dream Theater em atividade (James Labrie, John Myung, John Petrucci, Mike Portnoy e Jordan Rudess);

• 8 membros no total da carreira da banda (os cinco atuais mais Charlie Dominici, Kevin Moore e Derek Sherinian – Chris Collins ficou de fora por ter tocado no ainda Majesty);

• A banda tem 5 álbuns ao vivo (até o lançamento do “Octavarium”);

• O grupo se formou em 1985;

• A Octavarium World Tour iniciou-se em 8 países europeus (a saber: Suécia, Holanda, Suíça, Áustria, Espanha, Itália, França e Bélgica);

• O disco tem 8 músicas. O “Six Degress of Inner Turbulence” era o sexto álbum e tinha 6 músicas. O “Train of Tought” é o sétimo e possui 7 canções;

• 5 das 8 canções foram gravadas com o kit de bateria “Hammer of the Gods”, o oitavo kit de bateria do Mike Portnoy.

Um comentário:

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

É tão bom quando descobrimos bandas novas e que mexem com a gente, né? Amo quando isso acontece comigo...

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca


-