terça-feira, 24 de novembro de 2009

Cena 118

Bem, amanhã é o dia menos esperado do ano, pelo menos para mim. Eu detesto o dia do meu aniversário. Detesto aquele bando de gente hipócrita vindo abraçar e cumprimentar só pra sair de legal. Detesto as pessoas dizendo "está mais velha agora, tem que tomar juízo". Grande coisa. Todo mundo envelhece. E juízo não é bebida para ser tomado. Tem gente com 50 anos e que ainda só faz besteira. Detesto ganhar presente pois se eu não gostar eu vou dizer: "Não gostei, posso trocar?" E isso é um problemão. As pessoas não recebem isso muito bem, mesmo se for falado com a maior educação do mundo. Dão qualquer porcaria de mal gosto e ainda acham que a gente tem a obrigação de gostar. Comigo não. Se eu for dar um presente, eu pergunto o que a pessoa quer ou pesquiso muito os gostos antes de comprar. Ou simplesmente, dá R$ 10,00. Ninguém recusa dinheiro. Eu não tenho dessas de dar valor à pessoa que me deu o presente, não adianta. Se eu não gostar, nada há para se fazer. Ainda mais se a pessoa me conhece, sabe do que eu gosto ou não e ainda assim dá um presente de grego que não serve nem para repassar a outro.

Amanhã pretendo dormir o dia todo. Se eu pudesse, sairia da cidade só para não correr o risco de me encontrarem.

Não estou estressada, apenas resolvi expor os motivos que fazem com que eu não goste do dia do meu aniversário.

Ou talvez eu não goste pelo simples fato de que ninguém, até hoje, conseguiu fazer com que se tornasse um dia realmente especial e inesquecível.

Um comentário:

Juliana Boulart disse...

Parabéns, você escreve muito bem!
Adorei os seus posts e vou seguir o blog, ok?

Beijos :*