domingo, 22 de novembro de 2009

Cena 116: Um Último Adeus


Como eu precisei de você. Como estou aflita agora que você se foi. Nos meus sonhos eu lhe vejo e acordo tão só.

Eu sei que você não quis partir, seu coração ainda insiste em permanecer, mas a força que eu sempre amei em você finalmente se foi.

De alguma forma eu sabia que você me deixaria desse jeito. De alguma forma eu sabia que você nunca poderia ficar. E na luz do amanhecer, depois do silêncio, um calma noite, você fez de meu ser e coração ausentes.

Nos meus sonhos eu posso te ver, eu posso te contar como me sinto. Nos meus sonhos eu posso abraçá-lo e parece ser tão real.

Ainda sinto a dor.
Eu ainda sinto seu amor.

De alguma forma eu sabia que você nunca, nunca poderia ficar. De alguma forma eu sabia que você me deixaria. E na luz do amanhecer, depois do silêncio, uma calma noite, você fez meu coração ausente.
Eu queria... queria que você tivesse ficado.

4 comentários:

Graciela disse...

Perfeita! "De alguma forma eu sabia que você me deixaria desse jeito.
Eu sabia que você nunca poderia ficar."

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Tainã,

Quanta gentileza! Ainda não entrei no orkut, mas agradeço esse seu gesto tão nobre. Qualquer coisa venho aqui pedir "socorro", viu?

Obrigada pelo carinho e apoio.

Beijo bem grandão, menina linda.

Rener Brito disse...

Mais uma vez passo para dividir um presente com Cenas Da Minha Memória.
Quando tiver o tempo passa no meu blog e pega.

Luciana Nogueira disse...

Sentimo-nos abandonadas antes mesmo de que algo aconteça. Acho que é a quase certeza de que o outro também nos ama, mas não tanto quanto nós mesmas. Ninguém parece conseguir dar aquela segurança de que vai durar para sempre, e isso mata aos poucos.
E, ainda assim quando chega o fim, somos pegas nos piores momentos.

Adorei a música (:
Um beijo, e cuide-se.