domingo, 1 de novembro de 2009

Cena 100

Chegue um pouco mais perto e ouça o que eu tenho a dizer: flamejantes palavras de raiva, de ódio e de desespero. E se o silêncio for quebrado? E se eu perdoar o passado? Eu sei que pode parecer engraçado dizer-lhe o que eu senti... eu realmente te amei. É vergonhoso. Minha culpa, eu sei, mas por quê? Por que você é tão estúpido? Dane-se suas mentiras maldosas e eu odeio sua atitude vulgar. Por que você teve que ir tão baixo? Sugando como um vampiro o sangue de todos à sua volta... mas me desculpe, meu sangue estava envenenado, agora queime no inferno. Você matou o amor, você matou a confiança, você matou qualquer possibilidade...

Lacrimosa

Um comentário:

Vera Y. Silva disse...

Consegue-se aprender a adoptar atitudes como essa ou já nasce connosco? Eu gostava de aprender!