quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Cena 84: A Equação Humana - 9° Dia: Memórias

[Melhor amigo] Já se passaram 10 dias, não deveria durar tanto assim. Os médicos mistificaram, não há nenhum problema físico...
[Esposa] Mas talvez em sua cabeça ele esteja lutando para sobreviver. Ajudaria se falassemos com ele? Tentar trazê-lo de volta à vida...
[Melhor amigo e Orgulho] Você se lembra daquela vez que nós estávamos exibindo nossas novíssimas bicicletas?
[Esposa e Amor] Vocês estavam ótimos, até que os dois caíram e começaram a chorar!
[Melhor amigo e Orgulho] Você se lembra daquele dia que corajosamente subimos a torre mais alta?
[Esposa e Amor] Então vocês ficaram com medo... tanto medo de descer que ficaram lá por horas!
[Melhor amigo e Orgulho] Você se lembra daquela vez?
[Esposa e Amor] Você se lembra daquele dia? ... Você se lembra daquela vez... sozinhos finalmente, nus à lareira...
[Melhor amigo e Orgulho] Então todos os seus amigos chegaram. Eles correram para a sala e vocês não tiveram tempo para se esconder!
[Esposa e Amor] Você se lembra daquela dia? Você me pediu em casamento, e se ajoelhou...
[Melhor amigo e Orgulho] Você não sabia o que dizer, então ela se ajoelhou também por ter achado que você perdeus suas chaves!
[Esposa e Amor] Você se lembra daquela vez?
[Melhor amigo e Orgulho] Você se lembra daquele dia?
[Paixão] Você pode ver a luz dela brilhando através do escuro. Ela está querendo te alcançar. O que te segura aqui?
[Razão] Você pode sentir o calor dela crescendo em sua pele. Não reprima as memórias, deixe-as entrar...

2 comentários:

Dark angel disse...

As memórias são um bem precioso, lembram-nos de onde viemos, o que vivemos, todo o material necessário para que possamos reconhecer-nos. Às vezes esquecemo-nos de certas coisas e perdemos um bocadinho da nossa identidade. A mente tem mecanismos de defesa que bloqueiam momentos traumáticos, o que é muito bom. Outros momentos esquecemos porque a vida vai correndo. Mas basta procurar um bocadinho que percebemos porque é que as nossas boas memórias não morrem, porque elas nos fazem viver! E sorrir tantas vezes, gargalhadas! E reencontrar coisas muito boas em pessoas à nossa volta, que às vezes até nos esquecemos que fizeram ou fazem parte da nossa vida!
Não podemos viver de memórias, mas elas ajudam-nos a ser quem somos. A construirmos a nossa identidade.

Muitos beijinhos, Tainã!

"Antonio" disse...

AutoSurf Gratis
Ganhe visitas para seu site simplesmente visitando outros sites através desta incrível ferramenta que não necessita de cadastro,
Você ganha créditos a cada site visitado e também clicando em nossos anunciantes acima faça um auto surf