sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Cena 78: A Equação Humana - 3º Dia: Dor

[Agonia] Eu sou a dor, eu sou real, não sou um sonho. Sou a corrente em volta do seu pescoço enquanto você grita. Entregue-se agora, você não pode derrotar a morte em seu brutal jogo. Reverenciê-a, abaixe sua cabeça em vergonha.
[Anthony] Eu não acredito que não existe saída.
[Agonia] Você vai ver que está errado.
[Anthony] Você me enche de dúvidas.
[Agonia] Você nunca foi assim... tão forte. Eu sou a dor, sou a ferida que nunca cicatriza, é tudo em vão, sem compromisso, sem acordos.
[Anthony] Não acredito que este seja o fim.
[Agonia] Está escrito no destino.
[Anthony] Onde estão meus amigos?
[Agonia] Você sempre esteve sozinho.
[Ira] Dor! Nós lideramos! Nos escondemos enquanto a dor deixa a raiva interna... movimento personificado alfa... Estamos aqui sendo recebidos por uma mente sana, uma viajada mentira.
[Agonia] Eu sou a dor, eu sou o fim, sou sua inquietação. Nada se mantém. Sou a perda de esperança e fé.
[Amor] Eu não posso aceitar isso, nós vamos achar um caminho fora deste esgoto de fim e tristeza. Depois dessa melancolia depressiva, há beleza e graça, um glorioso futuro que tentaremos abraçar.
[Ira] Todo o tempo eu fiquei esperando com raiva. Todo o tempo, me foi prometido a minha salvação.

Nenhum comentário: