sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Cena 66: Quando estou com você...

...não é apenas pelo desejo de sentir o cheiro inconfundível do teu corpo, o calor dos teus abraços, a doçura dos beijos úmidos, as palavras cálidas que só os enamorados pronunciam. Quando está ao meu lado sinto uma imensa alegria envolvendo todo o meu ser! Você não é apenas a companhia mais agradável que me dá forças para compreender as vicissitudes do mundo, de enfrentar os inevitáveis percalços do destino. Quando estou triste você aquece os meus ânimos da mesma forma que o crepúsculo matinal desvirgina o véu da noite para acordar um novo dia. Com você aprendi que o amor não é um jogo de sedução, e que amar não se resume apenas em alguns momentos de prazer para afastar o medo da solidão. Se existisse uma canção para celebrar todos os momentos, você seria a pauta para expor todas as notas musicais. Quando está longe do meu raio de ação percebo que há sempre uma linha imaginária unindo você ao meu coração. Você é como um prelúdio que envolve as noites em todas as estações do ano! Que passeia incansavelmente na vereda das estrelas. Que surge a cada manhã na incandescência dos raios solares. Os carinhos de suas mãos são como um bálsamo mágico. Quando te conheci meus passos deixaram de ser incertos porque a luz dos teus olhos me livrou da escuridão. Eu poderia dizer tantas outras coisas para você, meu amor! Que você é tão importante quanto a água que bebo, aquele vento brando que sopra depois do anoitecer... Enfim, tudo em minha volta que é a razão do meu viver! Mas, prefiro resumir o que meu coração sente com uma frase: Amar você é viver em harmonia com a eternidade. E ainda que a felicidade seja uma incógnita entre nós, Eu te amo!

Um comentário:

Moll Fry disse...

Lindo é pouco para este testo... esta perfeito... amei...

bj