domingo, 6 de setembro de 2009

Cena 52: Cena II: I - Overture 1928


Quem esquecer do passado, está condenado a revivê-lo.

2 comentários:

"agoreufalo"... disse...

Olá Tainã,
muito agradecidos pelo destaque em sua homepage.
Aproveitamos a visita e registramos alguns votos merecidos ao seu blog.
Tenha um ótimo fim de semana!

Edson Carmo disse...

Repetir é não transcender. É não fazer ou não conhecer algo novo. É não avançar. É não criar. É não inventar... Há o esquecimento e ele é um acontecimento apagado. Se está apagado fazer de novo é como fazer pela primeira vez.

Faz todo o sentido!

Edson Carmo