segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Cena 39

O Márcio foi almoçar na minha casa ontem. Pelo menos ele e a minha mãe estavam controlados. Não há quem aguente os dois quando começam a filosofar. Dá vontade de sair de casa.
Conversa vai e vem e eu falei para eles que gostaria de cursar Filosofia, mas só vontade mesmo, pois dificilmente eu me acertaria em um curso assim. Simplesmente sei nada sobre qualquer assunto relacionado e não tenho o hábito da leitura (exceção: Stephen King). Resumindo, eu seria uma "porta" na sala de aula. Então minha mãe falou algo que quase me convenceu. Eu não lembro bem das palavras dela, mas a idéia era mais ou menos essa: "Tu se acertaria muito bem em um curso de Filosofia. Tu dá o contra em tudo. É só abrir essa porta". Bom, quem sabe um dia eu faça Filosofia se eu passar no vestibular de uma universidade federal... Mas aí já é outra história.

Tarde iluminada a de ontem com a Lígia e o Márcio na Cascão. Ainda mais no momento em que eu e a Lígia destruímos "Batman - O Cavaleiro das Trevas" e a triologia de "O Senhor Dos Anéis", e o Márcio, tadinho, sendo torturado, em silêncio, sem poder tomar qualquer atitude.

E, para terminar bem o domingo, janta na casa do Chico e da Luana. Se eu pudesse, juro que roubava a Luana para mim. Ela cozinha muito bem. E faz sobremesas melhores ainda. Ah... só de lembrar do bolo de chocolate dela já começa a dar fome...

Tem gente que adora um draminha: "Se você me deixar, eu me mato". Quem realmente quer se matar não ameaça. Simplesmente detesto esse tipo de coisa. A falta de inteligência para conquistar alguém é tanta que só resta mesmo recorrer a chantagens emocionais. Aliás, quando alguém não quer ficar com você e demonstra isso de todas as formas e mesmo assim você é capaz de tudo, até mesmo prejudicar outras pessoas para ficar com esse alguém, que eu saiba, isso não é amor (que você diz ter). É, no mínimo, falta de amor próprio, falta de caráter e obsessão. O verdadeiro amor não é egoísta. É livre. Pois se você ama alguém e não é correspondido, a outra pessoa tem o direito de amar e ser feliz com quem escolher. E... NÃO. Eu não retiro nenhuma palavra. Soou como provocação a "alguém"? Que se dane. Ela merece ouvir muito mais. O pior ainda está por vir...

A falta de criatividade de algumas pessoas é algo incrível mesmo. Sem criatividade para endereço de blog e msn, precisa fazer igual aos outros. É triste.

Os que mais lamentam que as pessoas são falsas, são os que mais usam máscaras para esconder o podridão que escondem. E ainda tentam se fazer de vítima e de pessoas boas.

5 comentários:

Pattricia disse...

Oi...olha o selinho está nesse link...é que não consegui colocar ele na página principal...

http://pitombo.wordpress.com/selinhos/

Besitos, Patti

Márcio Brasil disse...

Pelo menos numa coisa tu concordou: quando a tua mãe disse que tu era "Do Contra".
- O risoto da tua mãe é o melhor. O nhoque também. E o cachorro-quente. E o arroz com galinha. E o café...
- Da próxima vez, vou levar o Chico junto comigo. Com a Lígia e tu unidas, não vamos conseguir defender os nossos filmes, mas pelo menos, vou ter alguém para dividir meu sofrimento...
- A Luana cozinha muito bem também. E as sobremesas dela são sublimes.
- Tu devia fazer Filosofia, sim. Claro que vai entrar na fila de tanta coisa que tu quer fazer como Direito, Sociologia, Psicologia forense, Química Espacial etc e etc.
- Meu blog não está voltando ao normal. É que nesse horário as crianças podem ler. Putaria é só depois das 22h.

ɐlıɯɐɔ disse...

as divergencias é u ó

AnneKira™ disse...

"Os que mais lamentam que as pessoas são falsas, são os que mais usam máscaras para esconder o podridão que escondem. E ainda tentam se fazer de vítima e de pessoas boas."

Concordo contigo. Conheço muita gente assim.

Lígia Rosso disse...

Minha amada Tainã...iluminada é você!!!! Grande alegria mesmo compartilhar daquelas alegres horas contigo e com o Márcio. Bjussssssss. ADORO-TE. Ah...nós duas deveríamos cursar algo ligado ao cinema, sei lá...quem sabe pleitear uma vaga como críticas do Oscar, Quiquito, etc etc (hehehehe).
\o/