quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Cena 31: Ao perder-te

Ao perder-te eu a ti nós dois saímos perdendo: eu, porque era tu que eu amava mais e tu, porque era eu que mais te amava. Mas de nós dois quem saiu perdendo mais foste tu, porque eu poderei amar a outros como amava a ti, mas a ti jamais amarão como eu te amei.

4 comentários:

Mariposo-L disse...

como dizem ... foi um tapa com luvas de pelica :)

bjs

BodyCount disse...

Muito bom o post, o questionamento. Excelente!! Melhor ainda o nome do Blog, que com certeza foi inspirado no Scenes From a Memory!

Parabéns! Beijos!

Barbara Bastos disse...

A-D-O-R-E-I.
Linda tirada por cima!

Pattricia disse...

lindo...o conto, a borboleta...a volta por cima...besitos, Pattricia

Ps: Deixei um selinho pra ti no meu blog novo: www.pitombo.wordpress.com